Catolicismo Popular e A Igreja Romana

R$32,90

ISBN 9788592509286

116 p.

O que Marlon Anderson de Oliveira faz à nós neste livro é esclarecer os caminhos dessas tensões e distensões, contribuindo para que vejamos além da economia “pedagógica” que se fez no livro didático de história do Brasil: apresentar a questão religiosa e depois o movimento messiânico. Ou melhor, o catolicismo da cúpula versus o catolicismo dos pobres iletrados. Aliás, no cenário do século XIX, ocorre a mutação que possibilita a dessacralização da história da Igreja: a cultura letrada se difunde além dos cânones eruditos e teológicos. O próprio embate entre a igreja e o Estado reverbera a Imprensa cotidiana e o palco não é mais as reuniões secretas, porém a tensão das ruas e da opinião pública que se forma aos poucos nos grandes centros urbanos do começo do século XX. Clima que possibilitou o movimento silencioso dos primeiros missionários evangélicos no interior do país e o susto do catolicismo organizado, percebendo a secularização de seus desafios e a conciliação com uma gama extraordinária de experiências religiosas do credo católico praticado em país imenso, regionalmente e culturalmente diversificado.