Entre a Sacristia e o Laboratório: os intelectuais protestantes brasileiros e a produção da cultura

R$39,00

ISBN 978-85-63607-79-9

256 pág.

 

O liberalismo tolerante dos protestantes brasileiros caraterizou-se, portanto, pela busca de uma atualização teológica que capturava do espírito da Reforma do séc. XVI elementos de modernidade. A Reforma foi importante na definição dos novos movimentos de ideias que cunharam a sociedade liberal do ocidente.

Por uma questão de coerência, tais líderes desejavam manter essa identificação, mesmo que inseridos em um ambiente religioso grande conservadorismo. Guardava, porém, suas peculiaridades, pois não tinham a pretensão de romper com a teologia tradicional do protestantismo em suas linhas gerais.