Jesus O Filho Ilegítimo

R$39,90

Nesta obra, Silvio Gomes analisa do Antigo Testamento e do Novo, da Torá oral e de outras obras antigas, para nos apresentar as tradições em torno do conceito de Mamzer. O Mamzer, ou bastardo, tratava-se do judeu de origem não legitimada pela Torá e que possuía diversos impedimentos dentro da religião e da prática social judaica. Ainda hoje, trata-se de uma ofensa grave dentro do judaísmo – principalmente na vertente ortodoxa. Em suas investigações o autor nos convida a frequentar um debate que ocorreu entre os autores Jane Schaberg e Raimundo Brown, no século XX. Ela defendia a historicidade de um jesus que seria judeu ilegítimo, fruto de um adultério ou de um estupro que, dentro das linhas dos evangelhos canônicos, ainda seria possível perceber. Ele, por outro lado, argumentava sobre a historicidade do dogma da concepção virginal.
Silvio Gomes não se limita a esse debate, mas faz uso das conquistas produzidas por ele. Aprofundando-se sobre as diversas acusações em torno da possível origem ilegítima de Jesus. Acusações estas que as comunidades que produziram os evangelhos canônicos tiveram que lidar. Muito mais do que um estudo acerca da historicidade da origem miraculosa, pecaminosa ou violenta de Jesus, trata-se de um exame esclarecedor sobre como as comunidades do cristianismo primitivo tiveram que lidar com as desconfianças do nascimento do seu mestre. Com ênfase no evangelho de Mateus, particularmente da genealogia registrada neste evangelho, Silvio demonstra como aquilo que causaria escândalo ao cristianismo atual, na verdade, demonstrava a força da vitalidade das tradições judaicas.
Este trabalho é a integralidade, com poucos acréscimos, da dissertação apresentada como trabalho final do curso de Mestrado da Faculdade Unida de Vitória, sob a orientação do professor doutor José Adriano Filho, com o título “A Genealogia do Messias, segundo Mateus: A Legitimidade de Jesus em Debate”.